Contra a invasão do betão, pela qualidade de vida de quem vive no nosso Concelho !

31
Mai 07

Um governo que se diz socialista e que promove a delação, caso do professor do Porto, e pretende criar uma base de dados dos portugueses que fazem greve só se pode chamar de governo pró-fascista, certo?


A equipa deste Blog faz um especial apelo aos moradores de Lisboa nas eleições intercalares para a Câmara , que estão à porta, não votem em António Costa, nº2 deste governo com tiques fascistas.


FCF

publicado por antonio ribeiro às 06:40

22
Mai 07

bufa.jpg



Margarida Moreira, Directora Regional de Educação do Norte é Bufa!


Terá sido da PIDE?


FCF

publicado por antonio ribeiro às 15:05

eng aviario.bmp Engº do Aviário


Trabalhava há quase 20 anos na DREN
Professor de Inglês suspenso de funções por ter comentado licenciatura de Sócrates
19.05.2007 - 10h09 Mariana Oliveira




Um professor de Inglês, que trabalhava há quase 20 anos na Direcção Regional de Educação do Norte (DREN), foi suspenso de funções por ter feito um comentário – que a directora regional, Margarida Moreira, apelida de insulto – à licenciatura do primeiro-ministro, José Sócrates.


A directora regional não precisa as circunstâncias do comentário, dizendo apenas que se tratou de um "insulto feito no interior da DREN, durante o horário de trabalho". Perante aquilo que considera uma situação "extremamente grave e inaceitável", Margarida Moreira instaurou um processo disciplinar ao professor Fernando Charrua e decretou a sua suspensão. "Os funcionários públicos, que prestam serviços públicos, têm de estar acima de muitas coisas. O sr. primeiro-ministro é o primeiro-ministro de Portugal", disse a directora regional, que evitou pormenores por o processo se encontrar em segredo disciplinar. Numa carta enviada a diversas escolas, Fernando Charrua agradece "a compreensão, simpatia e amizade" dos profissionais com quem lidou ao longo de 19 anos de serviço na DREN (interrompidos apenas por um mandato de deputado do PSD na Assembleia da República).

No texto, conta também o seu afastamento. "Transcreve-se um comentário jocoso feito por mim, dentro de um gabinete a um "colega" e retirado do anedotário nacional do caso Sócrates/Independente, pinta-se, maldosamente de insulto, leva-se à directora regional de Educação do Norte, bloqueia-se devidamente o computador pessoal do serviço e, em fogo vivo, e a seco, surge o resultado: "Suspendo-o preventivamente, instauro-lhe processo disciplinar, participo ao Ministério Público"", escreve.

A directora confirma o despacho, mas insiste no insulto. "Uma coisa é um comentário ou uma anedota outra coisa é um insulto", sustenta Margarida Moreira. Sobre a adequação da suspensão, a directora regional diz que se justificou por "poder haver perturbação do funcionamento do serviço". "Não tomei a decisão de ânimo leve, foi ponderada", sublinha. E garante: "O inquérito será justo, não aceitarei pressões de ninguém. Se o professor estiver inocente e tiver que ser ressarcido, será."

Neste momento, Fernando Charrua já não está suspenso. Depois da interposição de uma providência cautelar para anular a suspensão preventiva e antes da decisão do tribunal, o ministério decidiu pôr fim à sua requisição na DREN. Como o professor, que trabalhava actualmente nos recursos humanos, já não se encontrava na instituição, a suspensão foi interrompida. O professor voltou assim à Escola Secundária Carolina Michäelis, no Porto. O PÚBLICO tentou ontem contactá-lo, sem sucesso.

No entanto, na carta, o professor faz os seus comentários sobre a situação. "Se a moda pega, instigada que está a delação, poderemos ter, a breve trecho, uns milhares de docentes presos políticos e outros tantos de boca calada e de consciência aprisionada, a tentar ensinar aos nossos alunos os valores da democracia, da tolerância, do pluralismo, dos direitos, liberdade e garantias e de outras coisas que, de tão remotas, já nem sabemos o real significado, perante a prática que nos rodeia."

publicado por antonio ribeiro às 14:58

Cinico.jpg
publicado por antonio ribeiro às 14:53

04
Mai 07

platano1.jpg


 platano2.jpg


platano3.jpg


Ex.mo Senhor Provedor de Justiça


Dr. Nascimento Rodrigues



Face ao inqualificável comportamento da C.M. Lisboa / Vereação dos Espaços Verdes em ter levado por diante um abate de, ao que sabemos, cerca de 200 (!) plátanos e jacarandás (na sua maioria de grande porte e , em nosso entender, em bom estado fitossanitário, conforme se comprova pelas fotografias em anexo) sem ter assegurado, conforme lhe competia, pareceres técnicos como, por ex. o do Laboratório de Patologia Vegetal "Veríssimo de Almeida" (que costuma ser consultado pela CML nestas cirscuntâncias), nem ter pré-avisado os moradores da zona da hecatombe que iria ser feita, etc .; vimos por este meio pedir uma reunião com V.Exa. com carácter de urgência a fim de lhe expormos detalhadamente a situação e de lhe pedirmos a ajuda possível com vista a ressarcir os danos causados à Cidade , à zona e à população, e responsabilizar os serviços autárquicos e seus dirigentes e/ou vereadores.



Na expectativa de uma resposta de V.Exa., subscrevemo-nos com elevada estima e consideração.



Paulo Ferrero, Nuno Caiado, José Carlos Mendes, Nuno Valença, Odete Pinto e Tiago Figueiredo (FCLx)



Aline Delgado (Quercus)



João Pinto Soares (Associação Lisboa Verde)



António Nunes, Maria Adelaide Castro, Beatriz Calado, Marta Loureiro e Manuela Júdice (moradores na zona do Campo Pequeno )


Camp Peq.jpg massacre.jpg

Imagemcalturaobras.jpg
publicado por antonio ribeiro às 16:24

Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO