Contra a invasão do betão, pela qualidade de vida de quem vive no nosso Concelho !

17
Jun 10

Nada tem de surpreendente a alegação do deputado socialista como, aliás, nada têm de surpreendentes as conclusões do deputado bloquista: não se esperaria outra coisa de quem está no partido do Governo - apoio incondicional ao primeiro-ministro, mesmo se este não tiver razão - nem de quem está na oposição - prosseguir na estratégia de fragilização do líder do Executivo, mesmo se ele até tiver razão.

 

O que é surpreendente é ser este deputado socialista, este Ricardo Rodrigues, o homem que está a tentar dar lições de moral aos deputados da oposição.

Para quem esteja distraído, recordo que este é o mesmo Ricardo Rodrigues que desviou, furtou, roubou ou cometeu outro pecado equivalente quando, a meio de uma entrevista, meteu ao bolso dois gravadores de uns jornalistas e saiu, furioso com as perguntas que lhe estavam a fazer.

A cena já se passou há bastante tempo, os gravadores ainda não foram devolvidos aos donos e a justiça prossegue, serena e lenta, o seu burocrático caminho, direito (o Direito do costume, aliás) à queda, pela podridão, do assunto.

 

No entretanto, o deputado que apareceu nas televisões de todos os portugueses a levar na algibeira algo que não lhe pertencia até é defendido pela direcção parlamentar do seu partido e não vê este óbvio comportamento reprovável ser apreciado pelos seus pares.

 

Já só isto bastaria para incomodar qualquer cidadão de bom senso.

 

Mas há mais: Ricardo Rodrigues continua a ser vice-presidente da bancada socialista e é o principal representante do PS na comissão de inquérito que aprecia os comportamentos éticos e, até, criminais das pessoas envolvidas no negócio abortado da PT/TVI. E já nem vou falar no ridículo que é estar esta alma na Comissão Eventual para o acompanhamento do fenómeno da corrupção! Que autoridade pode ter para este trabalho, neste momento, um deputado assim?!

 

Quando José Sócrates vê nos noticiários televisivos Ricardo Rodrigues a defendê-lo, não achará que, com amigos daqueles, não precisa de inimigos? Ou, simplesmente, já se está nas tintas para tudo?

 

Pedro Tadeu, DN

 

publicado por antonio ribeiro às 01:23

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
15
16
19

22
23
24
26

27


arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO